Camilo José de Macedo

Produtor, [1920] – [1944]


Camilo José de Macedo, filho de Diogo José de Macedo, nasceu em Vila Nova de Gaia a 6 de Abril de 1867 e aí faleceu a 4 de Novembro de 1944. Era irmão de Diogo José de Macedo Júnior. Camilo de Macedo casou com Maria Delfina Pinto de Macedo, de quem teve dois filhos. Um deles, Mário de Macedo, casou com Maria Amélia Faria de Macedo, pais de Mário de Macedo e de Francisco Diogo Faria de Macedo. Este último, sobrinho-neto de Camilo José de Macedo, vendeu o espólio fotográfico de que era proprietário à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.
Camilo José de Macedo residiu na Rua Conselheiro Veloso da Cruz, junto à Rua Marquês Sá da Bandeira, na freguesia de Mafamude, na casa onde hoje se situam as chamadas Galerias Diogo de Macedo, perto do Museu Teixeira Lopes. Tendo desempenhado a profissão de provador de vinho do Porto nos armazéns J. H. Andresen, foi um acérrimo apreciador das artes. Nesse sentido, coleccionou pinturas, esculturas, livros, discos e outros objectos. Chegou mesmo a fazer alguns desenhos e aguarelas. Por outro lado, dedicou-se ao canto, tendo tido lições da Signora Sabatini, pelo que participou em alguns concertos no Teatro de S. João, no Porto, bem como em óperas para amadores, sendo acompanhado pelo grande mestre Viana da Mota numa récita no Museu Teixeira Lopes. Grande apreciador da arte fotográfica deixou um razoável espólio documental de diversas temáticas.

  • Unidades Documentais

  • Descrição
    • Tipo de entidade Pessoa

    • Código parcial CJM
    • Data de produção [1920] – [1944]
    • Data de existência 1867 – 1944
    • Zona geográfica

      Vila Nova de Gaia

    • História arquivística

      O material deste fundo deu entrada no Arquivo Geral da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia em meados de 1998, tendo sido objecto de um tratamento técnico preliminar. Desse modo, procedeu-se à instalação do material fotográfico em unidades de conservação adequadas (1999) e elaborou-se um registo de imagens, tendo em conta as imediatas solicitações dos investigadores (2000-2001).
      Durante os anos 2001-2002 foi alvo de um tratamento adequado por parte de um Técnico de Fotografia e Radiografia para a Conservação.
      O material original foi integralmente digitalizado em 2008.

    • Fonte imediata de aquisição e transferência

      Adquirido por compra pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia a Francisco Diogo Faria de Macedo em 1999.

    • Tradição documental
      Original
    • Ordenação
      Aleatória
    • Material de suporte
      Papel
      Película
      Vidro
    • Técnica de registo
      Manuscrito
      Fotografia
    • Estado de conservação
      Razoável
    • Existência e localização de cópias

      115 cópias de positivos (18 x 24 cm) em papel;
      578 cópias de positivos (15 x 20 cm) em papel;
      1123 cópias de positivos (13 x 18 cm) em papel;
      1130 cópias de negativos (35 cm) em acetato de celulose.
      Este material encontra-se instalado no Arquivo Geral da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

    • Unidades de descrição relacionadas

      O fundo municipal de Gaia contem documentação relacionada com o sujeito produtor deste arquivo, a saber:
      - Alienação de terreno para construção de uma casa na rua Marquês Sá da Bandeira requerida por José Joaquim Teixeira Lopes (1904). Cota: C/E 10, Cx 2,. Doc. 45;
      - Pedido de construção de casa de habitação e oficinas num terreno sito no ângulo das ruas Conselheiro Veloso da Cruz e Marquês Sá da Bandeira requerido por António Teixeira Lopes (1906-01-25). Cota: L/E.04.01, Pt 13, Doc 3;
      - Pedido de ampliação de casa de habitação sita no ângulo das ruas Conselheiro Veloso da Cruz e Marquês Sá da Bandeira, requerido por Camilo José de Macedo (1927-05-20). Cota: L/E.04.01, Pt 17, Doc 4;
      - Pedido de obras de adaptação para habitação no prédio sito na Rua Conselheiro Veloso da Cruz (1934-03-22), requerido por Camilo José de Macedo. Cota: L/E.04.01, Pt 40, Doc 24;
      - Construção de uma sala no Museu Teixeira Lopes (1936). Cota: M/A 01, Pt 12D, Doc 12;
      - Construção de um muro de vedação num terreno de Camilo José de Macedo, na Rua Marquês Sá da Bandeira (1942-1943).Cota: M/A 01, Pt. 10D, Doc 17;
      - Escritura de permuta entre a Câmara Municipal de Gaia e Camilo José de Macedo e esposa (Maria Delfina Pinto de Macedo) pela qual os segundos outorgantes dão ao primeiro outorgante a meação que possuem de um poço, bomba e água existentes no prédio denominado "Municipal-Casa-Museu Teixeira Lopes", sito na Rua Marquês Sá da Bandeira, em Mafamude (1943-05-24). Cota: C/E 01, Lv 33, fl 15v-18v.

    • Nota de publicação

      O fundo municipal de Gaia contem documentação relacionada com o sujeito produtor deste arquivo, a saber:
      - Alienação de terreno para construção de uma casa na rua Marquês Sá da Bandeira requerida por José Joaquim Teixeira Lopes (1904). Cota: C/E 10, Cx 2,. Doc. 45;
      - Pedido de construção de casa de habitação e oficinas num terreno sito no ângulo das ruas Conselheiro Veloso da Cruz e Marquês Sá da Bandeira requerido por António Teixeira Lopes (1906-01-25). Cota: L/E.04.01, Pt 13, Doc 3;
      - Pedido de ampliação de casa de habitação sita no ângulo das ruas Conselheiro Veloso da Cruz e Marquês Sá da Bandeira, requerido por Camilo José de Macedo (1927-05-20). Cota: L/E.04.01, Pt 17, Doc 4;
      - Pedido de obras de adaptação para habitação no prédio sito na Rua Conselheiro Veloso da Cruz (1934-03-22), requerido por Camilo José de Macedo. Cota: L/E.04.01, Pt 40, Doc 24;
      - Construção de uma sala no Museu Teixeira Lopes (1936). Cota: M/A 01, Pt 12D, Doc 12;
      - Construção de um muro de vedação num terreno de Camilo José de Macedo, na Rua Marquês Sá da Bandeira (1942-1943).Cota: M/A 01, Pt. 10D, Doc 17;
      - Escritura de permuta entre a Câmara Municipal de Gaia e Camilo José de Macedo e esposa (Maria Delfina Pinto de Macedo) pela qual os segundos outorgantes dão ao primeiro outorgante a meação que possuem de um poço, bomba e água existentes no prédio denominado "Municipal-Casa-Museu Teixeira Lopes", sito na Rua Marquês Sá da Bandeira, em Mafamude (1943-05-24). Cota: C/E 01, Lv 33, fl 15v-18v.

    • Notas

      Nota ao Campo 1.5.
      942 negativos originais, divididos da seguinte forma:
      - 836 negativos em biacetato de celulose, obtidos pelo processo de gelatina de sal de prata,dos quais:
      528 negativos de 6 cm x 9 cm
      283 negativos de 4,5 cm x 7 cm
      18 negativos de 4 cm x 5,5 cm
      4 negativos de 4,5 cm x 6,5 cm
      2 negativos de 4 cm x 6 cm
      1 negativo de 4 cm x 5 cm
      - 106 negativos em vidro, dos quais:
      70 negativos de 9 cm x 12 cm
      33 negativos de 4,5 cm x 6 cm;
      3 negativos de 13 cm x 18 cm.
      4 folhas de papel com anotações do fotógrafo (tamanho A5).


  • Relações